Sim. O futuro do trabalho é híbrido, flexível, remoto e conectado. Esta definição faz parte da Technology Review Brasil, uma das principais publicações de tecnologia e negócios do mundo, com a chancela do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), que produziu uma pesquisa para analisar os efeitos da pandemia que empurrou milhões para trabalhar em casa. Muitos deles provavelmente voltarão para um escritório muito diferente.

Aí você me pergunta: como uma empresa, como a Lambda3, com uma cultura muito forte de conexão e colaborativismo, fez para se reinventar e adotar novos padrões de trabalho?

Nós sentimos muito os impactos dessas mudanças que estão se estruturando. É desafiador, por exemplo, não circular pelo escritório e conversar com as pessoas diariamente. Recentemente, inclusive, postamos em nossas redes sociais um vídeo sobre a pandemia e o home office, no qual comentamos a respeito dos nossos sentimentos ao ver o escritório – que sempre foi um local acolhedor, de debate, parceria e muitas alegrias – vazio, “sem alma”. Sentimos falta da convivência física com as pessoas e foi preciso se readaptar.

Dispositivos conectados estão mudando a maneira como vivemos e trabalhamos, possibilitando desde o gerenciamento remoto da produção até a aceleração das entregas ao cliente. Mas para que isso acontecesse, nossas boas práticas tiveram que se adaptar à atual realidade.

Desde o início da quarentena, nossa empresa está com o quadro colaborativo atuando 100% remoto, sendo que a decisão foi tomada em conjunto. O primeiro princípio avaliado foi a questão da saúde e integridade de todos, foi um consenso. O segundo foi oferecer uma estrutura adequada de trabalho em casa, por exemplo, cadeiras, computadores e demais materiais necessários, pensando no conforto e bem-estar das pessoas.

A transformação digital como necessidade primordial para qualquer negócio, nos trouxe novos clientes e projetos, que demandaram expansão da equipe. Com processos seletivos totalmente online, a Lambda3 é hoje uma empresa sem fronteiras, que consegue reunir grandes talentos independentemente das questões geográficas.

O que muitos consideram isolamento social, para nós é apenas distanciamento físico, pois nos esforçamos para que ninguém se sinta sozinho ou desamparado em nenhum momento. Não medimos esforços para que nossos valores e nossa cultura se mostrem ainda mais fortes diante do atual cenário.