A Indústria 4.0 é a 4ª Revolução Industrial e esse termo compreende uma nova era, onde um conjunto de tecnologias integradas a partir da internet reduzem os limites e barreiras entre mundos virtuais e físicos possibilitando o trabalho colaborativo entre pessoas e máquinas.

Pra entender melhor a 4ª Revolução Industrial, vamos falar um pouco de História e do que aconteceu.

A 1ª Revolução Industrial aconteceu na Europa entre os séculos XVIII e XIX na Inglaterra. As principais mudanças foram:

  • Inserção do trabalho assalariado
  • Uso de Máquinas a Vapor
  • Produtos Químicos
  • Uso do Aço
  • Combustíveis derivados de Petróleo

A 2ª Revolução Industrial aconteceu na Inglaterra, França e Estados Unidos por volta da segunda metade do século XIX. As principais mudanças foram:

  • O progresso Científico e Tecnológico na França e na Inglaterra
  • Henry Ford inseriu na Indústria Americana o modelo de Produção em Série
  • Santos Dumont fabricou o primeiro Avião

A 3ª revolução Industrial aconteceu em todo o mundo Após a II Guerra Mundial, após Século XX e as principais mudanças foram:

  • Eletrônica e Robótica
  • Evolução Tecnológica
  • Aplicação do Conhecimento Científico
  • Uso da Internet

Após essa fase, começou no mundo o “BOOM” da evolução tecnológica profunda devido a aceleração da produção do conhecimento científico e Industrial, o que deu início à Indústria 4.0.

Indúsitra 4.0

O termo Indústria 4.0 foi utilizado pela primeira vez em outubro de 2012 em uma feira de tecnologia alemã, onde duas pessoas incríveis apresentaram para o Governo Alemão um conjunto de recomendações para implementação de algumas tecnologias que poderiam revolucionar a produção Indústrial.

Você deve estar se perguntando, quem são essas pessoas?

  • Siegfried Dais: Físico, Gerente e Acionista da empresa Bosch.
  • Henning Kagermann: Doutor em Física, Prof. Universitário, hoje responsável pelo desenvolvimento de produtos nas áreas de contabilidade e controle de custos da empresa Global SAP.

Eles tiveram a visão da inovação que poderia trazer a conectividade de dispositivos e sistemas através da Internet para aumentar a produtividade, qualidade, rastreabilidade e economia industrial..

A feira de tecnologia deu início a uma série de iniciativas ao redor do mundo com estratégias para essa nova era Industrial, dando origem às principais tecnologias da Indústria 4.0, são elas:

O que compõem a Indústria 4.0?
  1. IOT – Internet das coisas, dispositivos e sensores que possibilitam a interação inteligente;
  2. Cloud Computing – Plataformas e Serviços de Computação em Nuvem;
  3. Big Data – Enorme quantidade de dados, coletados em diversos formatos possibilitando a análise de dados para tomada de decisão inteligente e melhora no desempenho da Indústria;
  4. Robótica Avançada – Conexão e coleta de dados de Máquinas Industriais realizando tarefas pesadas e operacionais;
  5. Manufatura Aditiva Digital – Impressão personalizada em 3D;
  6. Simulação – Ambiente virtual utilizando dados do mundo físico para reduzir erros em projetos de construção.
  7. Integração de Sistemas – Digitalização de Dados e Integração dos Sistemas para unir as cadeias produtivas
  8. Segurança Digital ou Ciber-segurança – Procedimentos e sistemas de TI para garantir redes e dados seguros, o Blockchain é um exemplo.
  9. Realidade Aumentada – Visualização 3D para uso na educação, saúde, comércio, etc
O que a Indústria 4.0 facilita?
  • Interoperabilidade – Capacidade de comunicação entre os sistemas;
  • Virtualização – Presença Digital no processo de produção, conjunto de tecnologia simulando o processo;
  • Descentralização – Processos de decisão independente de pessoas baseado em análise de dados;
  • Tempo Real – A conexão direta possibilitando resposta imediata;
  • Orientado a serviço – O papel de cliente é agente de mudança, as versões de aplicativos são disponibilizadas e o usuário decide, utilizar, atualizar ou não;
  • Modularidade – Cada funcionalidade opera em um módulo independente para não afetar o funcionamento de outros.

Agora que você já sabe os pontos mais relevantes sobre a Indústria 4.0…

De que forma você pode se preparar para o mercado diante de tantas mudanças?

Já deu pra perceber que hoje, devido a aceleração da automatização e da Inteligência Artificial, aos poucos, muitas funções desaparecerão, novas profissões surgirão, porém algumas são insubstituíveis. Então se você acha que sua tarefa pode ser substituída por um robô, o negócio é desenvolver habilidades para garantir uma boa posição no futuro.

Quais áreas estão com vaga garantida no mercado?

Gerentes, influenciadores e organizadores. Pessoas que exercem suas atividades utilizando percepção humana, tarefas que exigem Inteligência Social, Organização e Socialização, Criatividade, Percepção e Manipulação dificilmente serão substituídas por máquinas.

As máquinas ainda não possuem a capacidade de negociar, persuadir, cuidar, gerenciar e criar. Essas são características importantes para lidar com o cliente em negociações e em coordenação de atividades humanas. As atividades que exigem relacionamento e criatividade são mais difíceis de serem substituídas pois exigem um “feeling” que as máquinas não têm.

Quais áreas estão ameaçadas?

Operações manuais e repetitivas. Tarefas que à base de atividade repetitivas, observação, cálculos e processos são as mais fáceis de serem automatizadas, como as tarefas de logística, telemarketing, produção, essas em breve serão substituídas por máquinas ou softwares e correm alto risco de deixarem de existir.

E quais são as novas profissões do futuro?

Com todas essas mudanças acontecendo, surgem novas necessidades e a maioria delas necessita de conhecimento sobre as tecnologias de Inteligência Artificial:

  • Pessoa Detetive de Dados: Descobrir informações importantes nos dados;
  • Pessoa Facilitadora de TI: Explorar e descobrir tendências Digitais e Inovações;
  • Gestão de desenvolvimento de negócios de IA: Conhecer negócios e vender projetos de IA;
  • Pessoa Técnica de saúde assistida por IA: Facilitar o atendimento Médico através da tecnologia;
  • Gestão de equipe humanos x máquinas: Gerenciar equipes que trabalham com robôs.

 

Eu já tenho visto algumas vagas abertas para essas novas profissões e existem muitas outras rolando por aí. Para você saber onde elas estão, fique atento às notícias em revistas e sites que falam sobre negócios e tecnologia!

O futuro é agora e não há pra onde correr, por isso, o jeito é aprender a “domar” as novas tecnologias e a Inteligência Artificial, ou explorar as habilidades humanas que as máquinas ainda não têm o poder de desenvolver através dos “neurônios artificiais”.

 

Material de pesquisa:

Links de pesquisa: