Deploy de um projeto ASP.NET Core será o assunto de continuação da nossa série.

No último post vimos alguns conceitos bem legais, e também criamos um Api App no Microsoft Azure, você pode conferir aqui.

Hoje vamos realizar o nosso primeiro deploy e conhecer o Swagger para fazer documentação de forma fácil e funcional.

Deploy App Service

Todo Azure App service tem um suporte integrado e extremamente potente para realizarmos deploy de nossas aplicações.

Existem algumas maneiras de plucação, entre elas estão:

  • Integração contínua
  • Kudu
  • WebDeploy
  • FTP / FTPS

Vamos fazer um pequeno overview sobre cada um dos métodos, porém vamos sair um pouco do Visual Studio durante a parte prática, e brincar um pouco com a linha de comando.

FTP / FTPS

Esse deve ser uma das maneiras mais primordiais de fazer deploy de uma aplicação, e claro que o Azure não deixaria ela passar batido.

Escolha sua ferramenta favorita para transferir seus arquivos para o Azure. Lembrando que esse processo de deploy por FTP não fornece nenhum outro tipo de serviço a não ser a transferência de arquivos.

Kudo

Kudo é basicamente a engine de deploy do Microsoft Azure, que pode também ser utilizada fora do Azure.

Com ele somos capazes de realizar um deploy apartir de um push em um repositório, além de termos serviços adicionais tais como:

  • Integração com MSBuild
  • Web Hooks

O Kudo tem suporte para 3 fontes de publicação, entre elas estão:

  • One Drive e DropBox
  • Gihub, Bitbucket e VSTS
  • Repositório Git local

WebDeploy

Essa provavelmente deve ser uma das maneiras mais conhecida de realizar uma publicação para um App Service no Microsoft Azure.

Utilizando o Visual Studio para realizarmos uma publicação, ganhamos algumas funcionalidade bem legais de forma simples.

  • Publicação apenas de arquivos alterados
  • Criação de base de dados
  • Transformação de string de conexão

Nota de atenção

Apenas como nota, vale lembrar que nenhum desses processo realizam o provisionamento de recursos no Azure.

Precisamos cria-los manualmente, ou realizar algum processo de automatização desse processo.

Vídeo

Mantendo o padrão dos posts anteiores, hoje gravei um vídeo mostrando como realizar o deploy de uma aplicação ASP.NET Core para o Api App criado no último vídeo.

Saindo um pouco da tradição onde sempre realizamos uma publicação através do Visual Studio, hoje vamos utilizar um dos outros processo listamos acima.

Referência