Há quase 3 anos surgia a Lambda3. Antes de ela existir as pessoas que trabalham nela hoje faziam outras coisas. Alguns eram consultores em grandes empresas multinacionais. Outros programadores. Outros consultores independentes. Alguns estavam repensando a vida, chateados com o imenso insucesso de TI e avaliando se continuavam na área. Outros estavam na Europa. Ou no interior de São Paulo. Ou Rio de Janeiro, fazendo mais de uma faculdade. Ou no interior do Rio de Janeiro.

Mas nenhum deles estava na Lambda3.

Nenhum deles ainda escrevia nesse blog.

Nenhum deles ainda tinha ajudado a criar o espaço que hoje recebe visitas de diversas comunidades, de .NET, Python, etc, para dojos, reuniões de organizações de eventos como AgileBrazil ou DNAD.

Ninguém ainda havia organizado, palestrado e viajado para participar de eventos como TDC, TechEd, ou ALM Summit.

Poucos haviam trabalhado em uma empresa verdadeiramente ágil, algo que infelizmente ainda é raro no Brasil. Ainda menos haviam ajudado na transição de pequenas, médias e grandes empresas para o mundo ágil. Muitos tinham somente lido, mas nunca tido a chance de praticar, as maravilhas da engenharia ágil, o TDD, a integração contínua, o pareamento.

Quase ninguém havia de fato se sentido um pouco dono de uma empresa. Empreendedor. Algo que só é possível a todos por causa de uma organização verdadeiramente democrática.

Depois que a Lambda3 surgiu tudo isso aconteceu. Surgiu idealizada por uns, mas concretizada e realizada por bem mais que esses uns. Uma parte do mercado e da comunidade de desenvolvimento foi tocada de forma que nunca seria. Não por essas pessoas, dessa forma, por essa empresa.

Mas nesse sentido, a Lambda3 não é especial. Nós temos excelentes concorrentes, o qual honramos e respeitamos. Eles são nossos amigos, pessoas que estão conosco nos mesmos eventos, e às vezes disputando os mesmos clientes. Eles também escrevem artigos, palestram, organizam dojos e eventos. Eles também ajudam o mercado a melhorar. A boa notícia é que há mercado para todos nós, e todos continuamos vivos, trabalhando para levar profissionalismo, ética e bom software para quem quiser comprar. Ao contrário, infelizmente, do grande mercado, que ainda não entendeu a mensagem.

Por esse motivo, eu convido você, leitor desse blog: seja nosso concorrente. Se você se sente pronto, preparado, vá em frente. Abra uma empresa legal com seus colegas, amigos, parceiros. Faça bons negócios e entregue mais profissionalismo. E quando sua empresa crescer, ajude a patrocinar os tantos eventos que precisam de patrocínio, ajude a crescer os tantos grupos de usuários que precisam de apoio. Ajude a fazer software certo. Você será nosso concorrente, mas se você fizer tudo isso, nós só teremos admiração pelo seu trabalho, só vamos elogiar. E quando perdermos um trabalho para você, ficaremos chateados por nós, mas felizes por esse trabalho não ter sido perdido para uma empresa ruim, que não sabe entregar, assim como você, quando nós ganharmos uma concorrência. Já é assim agora com os concorrentes que temos hoje.

O mercado precisa muito de boas empresas. Juntos, vamos transformá-lo, e aos poucos o modelo antigo, baseado em comando e controle, falta de ética e profissionalismo vai morrendo. Vamos juntos, ainda que concorrendo, montar um futuro melhor.