Nos dias 20, 21 e 22 de Agosto tivemos a 4º edição do The Developer’s Conference, agora versão 2010 com muito mais assuntos a serem abordados e muito mais pessoas também. Com o apoio de parceiros e profissionais da área de TI conseguimos alcançar 1700 inscrições, trend topics no twitter e muito, mais muito feedback positivo.

Inicialmente quando a Yara reuniu alguns organizadores para reunião e passou o objetivo do evento, o prazo e o custo, apenas uma coisa nos preocupou, como ela mesmo disse, o prazo era muito curto, tínhamos um pouco mais de 3 semanas pra fazer praticamente tudo. Mas isso não foi um empecilho para o evento bombar, pois ele bombou…

Mas sabemos que sem essa mistura de “tribos” o evento não teria dado tanto público, sabemos que sem a união da comunidade, não daria certo. Mas fomos bem ágeis e capazes de misturar e fazer dar certo .Net com Ruby, Java, além de Web, nosql, Agile, Arduino e vários outras trilhas boas.

Fora todas essas trilhas, em paralelo com elas tivemos o chamado LadoB, que no primeiro dia @vquaiato, @paulofernandesj fizeram uma aplicação Ruby on Rails chamada Feedy (feedy.heroku.com) é uma app integrada ao twitter que pega a hashtag #TDC2010 e separa os feedbacks bons dos ruins, todos que tiverem a hash #TDC2010 + #fail aparece no post-it vermelho (que era pra ser rosa e não sei porquê não fizeram), e qual tiver  #TDC2010 aparece no amarelo. Para vê-la basta acessar feedy.heroku.com e quem quiser ver o código fonte e mexer nela, ela está no github.

No sábado, ou no segundo dia, logo cedo no LadoB o pessoal se reuniu para falar sobre empreendedorismo @alegomes da seatecnologia e @felipero da Fratech deram várias dicas sobre o que fazer, como começar e por quê empreender. Várias pessoas com muitas ideias, interessadas em abrir uma empresa. O bate papo foi muito interessante, @vsenger chegou depois e contou a história da Globalcode e deu também várias dicas do que fazer e não fazer (devido à sua maior experiência) quando abrir um negócio.

Reunião Empreendedorismo

(foto do ladoB de empreendedorismo)

Nesse mesmo dia eu assisti a palestra do José Valim, falando sobre Rails 3, ele comentou as principais mudanças no Rails, foi bem interessante apesar de já usarmos aqui na Fratech. Logo após, assisti a palestra do Felipe Rodrigues sobre Trabalhando como Freelancer – Uma visão so mercado, que foi bastante útil para quem está cansado de trabalhar para empresas mais burocráticas (aquelas que não deixam nem você acessar o msn, por exemplo) e para quem quer trabalhar por conta, ou seja, quem participou do bate papo sobre empreendedorismo e depois dessa palestra encaixou certinho, uma complementou a outra.

No terceiro dia, ou no domingo foi dia de desenvolver em .NET no LadoB e de Agile nas palestras, no LadoB o pessoal fez até um pair programming pra desenvolver uma aplicação que pega as palavras mais twittadas dos últimos (se eu não me engano) 100 twitts. Para ver é só acessar aqui

Pair porgramming .net

(Pair Programming .Net)

No lado das palestras, como sempre não poderia faltar Alexandre Gomes falando sobre O Manisfesto 2.0, ou seja,

  • 2.0 x 1.0
  • Ateliê de Software X Fábrica de Software
  • Pessoas X Recursos Humanos
  • Sustentabilidade X Produtividade
  • Ócio Criativo X Ociosidade
  • Especialistas Generalistas X Especialistas
  • Diversidade X Exclusividade
  • Mudanças são do bem X Mudanças são do mal
  • Motive-me X Treine-me
  • Mérito X Título
  • Produto X Processo
  • Processo Orgânico X Processo Cartesiano
  • Planejar x Planejamento
  • Agile X Cascata
  • Pareto x Gauss
  • Autoridade X Poder
  • Colaboração X Centralização
  • Simplicidade X Complexibilidade
  • Foco no Cliente X Foco no Eu
  • Conversão X Configuração
  • Discussão X Palestra

Essas são as principais diferenças entre 2.0 e 1.0. Maiores informações em: http://blog.seatecnologia.com.br/2009/01/12/manifesto-2-0

E pra fechar com chave de ouro, o Manoel Pimentel falando sobre Coaching e facilitação, @manoelp ou nosso Mestre Zen Jedi deu um show de apresentação com dinâmicas, aprendemos que coaching não é treinamento, pois treinamento ensina e coaching orienta, não é terapia pois não trata de saúde mental e sim de evolução profissional, não é consultoria, pois não mostra o caminho, AJUDA a DESCOBRIR. É preciso que haja confiança e que é necessário que tenhamos um destino em mente para iniciar uma jornada, vimos também que coaching tem tudo a ver com agile e lean, deixando em nossas mentes aquele gostinho de quero mais.

O evento foi encerrado com vários brindes (vários mesmo) e depois happy hour com a galera. Parabéns à todos os envolvidos, desde a organização até os participantes, o conjunto da obra fez com que o evento fosse um sucesso…

E… que venha o the developers conference 2011, com certeza será ainda melhor que esse!

__

Flavia Castro de Oliveira, @flavia_oliv, é Desenvolvedora de software com 2 anos de experiência. Tem trabalhado principalmente com linguagens dinâmicas em projetos de desenvolvimento pela Fratech. Gosta de design, bom html, javascript e css.